Site Autárquico de Alcobaça

Dia Internacional dos Museus

04/05/2018

PROGRAMA

 

18, 19 e 20 Maio 2018

DIAS ABERTOS NOS MUSEUS - VISITAS GUIADAS

Entradas Livres

 

Museu do Vinho de Alcobaça

Visita guiada ao maior e mais completo museu do vinho português com um percurso pela Adega dos Balseiros, Adega dos Depósitos, Lagar dos Vinhos Brancos e Tintos, Adega dos Toneis e Taberna (prova de Vinhos no final).

10-11-12h e 14-15-15-17h

 

Museu Raul da Bernarda

Visita guiada às duas coleções do Museu Raul da Bernarda: Rancho do Alcoa e Loiça decorativa da Raul da Bernarda das décadas de 10 a 50 (século XX). A origem da cerâmica modernista alcobacense à geração de ouro dos pintores ceramistas da Raul da Bernarda.

10h às 12h e 14h às 17h

 

Central da Confluência dos Rios & Exposição Temporária Abadia Gráfica

Visita à exposição permanente da primeira mini-hídrica industrial de Alcobaça cujo espaço está intimamente ligado ao surgimento e expansão da eletricidade na cidade. Adicionalmente pode visitar a exposição temporária digital dedicada à história gráfica de uma das mais relevantes fábricas do sector alimentar de Alcobaça: a Abadia. Famosa pelo seu licor de ginja, a exposição deambula pela história e centra-se na riqueza do grafismo da empresa que marcou gerações de alcobacenses e portugueses.

10h às 12h e 14h às 17h

 

Mosteiro de Coz

Visita guiada ao Mosteiro feminino da ordem de Cister em Alcobaça, contemplando a igreja, o coro, a sacristia, a torre e às ruinas dos claustros recentemente restituídas ao corpo central do edifício monástico.

9h30 às 12h30 e 14h00 às 18h00

 

 

 

 

 

18 & 20 Maio 2018

PERCURSOS PEDESTRES

As Árvores dos Monumentos e os Monumentos Vivos

Percurso pedestre interpretativo pela cidade com enfoque nas árvores que se localizam junto do Mosteiro de Alcobaça, no Palacete das irmãs Cluny e no Hospital de Alcobaça

 

18 de Maio de manhã, sexta-feira, para escolas- 10.15 às 11h15 e das 11h30 às 12h30

Início - Mosteiro de Alcobaça (junto aos wc)

Fim - hospital de Alcobaça (escolas)

 

20 de Maio manhã, domingo – para famílias 10h30- 12h30

Início – parque infantil da Levadinha

Fim – Hospital de Alcobaça (famílias)

 

 

18 Maio 2018

MASTERCLASS DE CERÂMICA (Live Streaming)

Os Vidrados Industriais com Manuel da Bernarda, Alberto Silva e José Eduardo Alves (Val Sol).

A terceira masterclass de cerâmica do Museu Raul da Bernarda é dedicada aos vidrados industriais com uma abordagem histórica e funcional sobre uma técnica que reúne objetivos utilitários, como decorativos. A técnica abrange uma variedade de acabamentos de superfície, incluindo um leque variado de brilho, tonalidade e cor final. Os vidrados salientam também formas e texturas, que tanto podem ser a textura natural da argila ou desenhos pintados, gravados ou cinzelados.

Museu Raul da Bernarda

Entrada Livre - 14h30

 

 

 

19 Maio 2018

DEBATE (Live Streaming + Vídeo Comunicação)

À Conversa Sobre a Chita de Alcobaça

Alcobaça acolhe a segunda sessão do ciclo de debates (Des)Materializando, sendo esta dedicada ao algodão e à chita de Alcobaça, com organização conjunta do grupo de investigação Trade, Textile & Taste e da Câmara Municipal de Alcobaça. O debate é acompanhado de uma pequena mostra da coleção de vestidos de chita pertencentes ao espólio do Museu Raúl da Bernarda, outros exemplos de panos de chita em coleções particulares e de documentos pertencentes ao espólio arquivístico presente na Biblioteca Municipal de Alcobaça relativo às antigas fábricas de algodão de Alcobaça.

 

Participantes:

  • Maria João Ferreira (CHAM - Centro de Humanidades, FCSH/NOVA)
  • Maria Augusta Trindade Ferreira (investigadora independente)
  • Jorge P. de Sampaio (CHAM - Centro de Humanidades, FCSH/NOVA)
  • Alberto Guerreiro (Museólogo, Câmara Municipal de Alcobaça)
  • César Salazar (Técnico Superior BAD, Câmara Municipal de Alcobaça)
  • Florbela Costa (Loja Made In Alcobaça)
  • Jorge Custódio (APAI) – via videocomunicação

 

Mais informação em - http://www.textiles-trade-taste.net/ttt-events/ciclo-de-debates-desmaterializando-ii/

Biblioteca Municipal de Alcobaça

Entrada Livre - 16h00

 

 

 

 

 

 

NOITE(S) EUROPEIA DO(S) MUSEU(S)

 

A Noite dos Museus é uma iniciativa criada em 2005 pelo Ministério da Cultura e da Comunicação de França. Nesta ocasião, os museus portugueses organizam múltiplas atividades – espetáculos de teatro, dança, concertos, visitas guiadas e encenadas, entre muitas outras -, convidando os visitantes a usufruírem, em período noturno, de uma experiência diferente e certamente enriquecedora. Nas noites de 18, 19 e 20 de maio, o Município de Alcobaça associa-se ao evento e organiza um conjunto de atividades.

 

18 Maio 2018

CAMINHADA NOTURNA [C/ CEIA-CONVÍVIO]

Museum Night Run

Uma caminhada de hiperligação humana entre os vários espaços museológicos da cidade, tendo como ponto de partida o Mosteiro de Alcobaça e de chegada o Museu do Vinho de Alcobaça, compreendendo um convívio aberto à comunidade onde se inclui: visita noturna ao museu e uma ceia-convívio que estão todos convidados.

Partida: Mosteiro de Alcobaça (Rossio) Chegada: Museu do Vinho de Alcobaça (Adega dos Balseiros)

Participação Livre (sem pré-marcação) - 21h00

 

18 Maio 2018

 VISITAS GUIADAS NOTURNAS

O Museu do Vinho Português

Uma visita temática à maior exposição permanente vitivinícola de Portugal em contexto museológico, com especial incidência na noção do Museu do Vinho Português que daria origem ao Museu Nacional do Vinho iniciada com a Junta Nacional do Vinho e concretizada pelo IVV.

Entrada Livre – 23HOO

Museu do Vinho de Alcobaça

Entrada Livre: 23h

 

20 Maio 2018

TEATRO

Epopeia com criação e encenação de Ruben Saints (ESTREIA NACIONAL)

Produção: A Corda

EPOPEIA dá voz às histórias de quatro mulheres da História de Portugal vividas entre o século XVI e o século XVIII e esquecidas pela própria História - Públia Hortênsia de Castro, Antónia Rodrigues, Joana de Áustria e Maria Sequeira -, partindo de textos biográficos e de diferentes autores e pensadores. Foram heroínas não só pelo facto de algumas delas terem tido a coragem de lutar fisicamente pela pátria, mas porque todas tiveram a coragem e o engenho de levar as suas ambições avante pela quebra dos cânones machistas, abdicando, por algum tempo, da sua feminilidade. 

Entrada Livre – 21h00

Contactos

Newsletter